Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Farmácia

Laboratório de Oncobiologia Molecular —LabOMol

 

Nosso grupo de pesquisa foi recentemente criado no Departamento de Fármacos de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O Laboratório de Oncobiologia Molecular - LabOMol - está voltado aos estudos sobre bioenergética, resistência a múltiplas drogas e regulação metabólica. Contudo, o tema central da pesquisa deste grupo é busca de novos potenciais fármacos antineoplásicos.

Nosso foco originou-se no fato de que uma curiosa, mas comum, propriedade dos cânceres invasivos é o metabolismo alterado de glicose. A conversão de glicose em ácido lático na presença de oxigênio é conhecida como glicólise aeróbica ou ‘efeito Warburg’. Este fenótipo é somente observada em cânceres e, especialmente, em cânceres humanos invasivos. Sua persistência mesmo sob condições de normóxia e sua correlação com a agressividade do tumor indicam que o fenótipo glicolítico confere uma vantagem proliferativa significante durante a evolução somática do câncer e deve, portanto, ser um componente crucial do fenótipo malígno.

Acreditamos, portanto, que mecanismos capazes de controlar o fluxo glicolítico acelerado característico de neoplasias impedirão o crescimento tumoral. Uma vez que tecidos sadios não apresentam o “efeito Warburg”, e portanto, são capazes de manter suas necessidades energéticas a partir da oxidação de outros substratos, o controle do fluxo glicolítico pelo uso de xenobióticos é uma potente estratégia terapêutica no controle de neoplasias.